Extremos
 
Everest 2018
13 ANOS DE COBERTURA ONLINE DO EVEREST
 
 

22.04.2018 | 08:15 Brasil | 17:00 Nepal | André Freitas, Carlos, Ayesha, Renato e Henrique estão no Campo 1 (5.900m).

 
 
CUMES MORTES
FACE SUL FACE NORTE FACE SUL FACE NORTE
ESTRANGEIROS NEPALESES ESTRANGEIROS NEPALESES ESTRANGEIROS NEPALESES ESTRANGEIROS NEPALESES
0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0
0 0
 
 
destaque
 
EVEREST - FACE SUL
GRADE 6 GRADE 6 GRADE 6 GRADE 6 GRADE 6
BRASIL BRASIL BRASIL BRASIL ESPANHA

• CAMPO BASE
• FOOTBALL FIELD (5.600m)
• CAMPO BASE
• CAMPO 1 (5.900m)
• WESTERN CWN (6.000m)
• CAMPO 1 (5.900m)

• CAMPO BASE
• FOOTBALL FIELD (5.600m)
• CAMPO BASE
• CAMPO 1 (5.900m)
• WESTERN CWN (6.000m)
• CAMPO 1 (5.900m)

• CAMPO BASE
• FOOTBALL FIELD (5.600m)
• CAMPO BASE
• CAMPO 1 (5.900m)
• WESTERN CWN (6.000m)
• CAMPO 1 (5.900m)

• CAMPO BASE
• FOOTBALL FIELD (5.600m)
• CAMPO BASE
• CAMPO 1 (5.900m)
• WESTERN CWN (6.000m)
• CAMPO 1 (5.900m)

• KATMANDU
• PHAKDING
• NAMCHE BAZAAR
• TENGBOCHE
• DINGBOCHE
HIMALAYAN GUIDES MOUNTAIN PROFESSIONALS IMG ADVENTURE ASCENTS  
 
BRASIL BRASIL BRASIL NEPAL  

• KATMANDU
• LUKLA
• NAMCHE BAZAAR
• PANGBOCHE
• DINGBOCHE
• LOBUCHE
• CAMPO BASE

• KATMANDU
• PHAKDING
• NAMCHE BAZAAR
• TENGBOCHE
• DINGBOCHE
• LOBUCHE
• GORAK SHEP
• CAMPO BASE

• CAMPO BASE
• LOBUCHE
• LOBUCHE HIGH CAMP
• CAMPO BASE
• CAMPO 1

• KATMANDU
• PHAKDING
• NAMCHE BAZAAR
• TENGBOCHE
• DINGBOCHE
• CAMPO BASE
 
 
online
 
Acompanhe em tempo real o deslocamento de CARLOS SANTALENA através do seu SPOT GEN3.
 
livros
 
     
R$ 65,00 - 300 PÁGINAS   R$ 50,00 - 140 PÁGINAS   R$ 66,00 - 248 PÁGINAS   R$ 66,00 - 248 PÁGINAS
             
Escolha um livro, depois volte aqui e escolha mais livros, antes de finalizar a compra! FRETE INCLUSO
 
podcast
 
FAÇA O DOWNLOAD DO PODCAST 224
 
notícias
 

22.04.2018 - 08:00 Brasil | 16:45 Nepal

Western Cwn

  Elias Luiz  

Carlos Santalena, Ayesha, Renato e Henrique "tocaram" o início do Western Cwn (6.000m) e voltaram para o Campo 1 (5.900m), para dormirem mais uma noite na altitude. Irei sempre utilizar o termo "tocar", que significa que durante o processo de aclimatação eles se utilizam do famoso "sobe alto, dorme baixo". Eles dormiram uma noite no Campo 1 e para melhorar a aclimatação, eles sobem mais alto, que foi o caso do Western Cwn e voltaram para dormir em uma região mais baixa, o Campo 1 (5.900m). O "tocar" significa que eles subiram até lá, descansaram um pouco e desceram.

O Western Cwn (Circo Oeste), é uma região larga e plana, é a bacia do glaciar ao pé do Lhotse. O nome foi dado pelo alpinista George Mallory, quando ele viu pela primeira vez na expedição de reconhecimento britânica, em 1921. Cwn em Galês significa "vale". A região central é cortada por fendas laterais que obrigam os alpinistas a passarem por essa região do Western Cwn pela lateral direita, beirando o Nuptse, local que é chamado de "Canto do Nuptse". É a partir deste ponto que pela primeira vez os alpinistas enxergam as encostas do Everest, acima dos 8.000 m, rumo ao Balcony e Cume Sul, local onde eles passarão somente no ataque ao cume, que deve acontecer na segunda semana de maio. O Western Cwn tem uma formação parecida com bacia, toda essa planice de neve, que sobe pelas suas laterais, acaba refletindo e amplificando a radiação solar, apesar da altitde de 6.000m do início, até os 6.800m do final do Western Cwn, é comum os alpinistas enfrentarem calor de até 35ºC em dias ensolarados e sem vento.

Flashes

• As cordas já foram instaladas pelos Sherpas até o Campo 3 (7.200m).

• André Freitas está no Campo 1 (5.900m).

• Joel Kriger está me Dingboche (4.530m).

• Foram emitidos 336 permits para a face sul do Everest (Nepal).

• Foram emitidos 150 permits (licença para escalar) para a face norte do Everest (Tibet).

• Calculando a população do Campo Base do Everest, na face sul: São 336 lincenças (alpinistas) e praticamente todos devem subir acompanhado um Sherpa. Mais as equipes de apoio de cada expedição, cozinheiros e porteadores, a população desta pequena cidade que é montada em cima do Glaciar do Khumbu, chega tranquilamenta a 750 pessoas.

• As fotos em preto e branco dos alpinistas na imagem principal da Cobertura Online, é para marcar o ponto mais alto que eles chegaram durante cada processo de aclimatação. As fotos coloridas são sempre onde eles estão no momento.

• O Nepal tem um fuso horário de + 8:45 em relação ao Brasil.

• Se você estiver acompanhando a Cobertura Online pelo celular ou tablet, você pode dar zoom na imagem principal cobertura para ver tudo com mais detalhes. A imagem sempre é salva com alta qualidade, podendo assim dar zoom e manter a definição. Para quem acompanha via coputador, a imagem é salva com qualidade para monitores de até 27".

GILBERTO THOEN lavando roupa no campo base.   As tarefas do dia a dia no campo base.
     
comentários - comments
 
 
 

21.04.2018 - 17:18 Brasil | 02:03 Nepal - (atualizado)

Campo 1

  Elias Luiz  

Carlos Santalena e equipe já estão no Campo 1 (5.900m), dormem lá hoje e amanhã “tocam” o Campo 2 (6.400m) e voltam para dormir no Campo 1.

• Hoje foi aniversário da Lyss Zangaro, desta vez comemorando em pleno campo base, enquanto o marido e a filha escalam o Everest.

• Joel Kriger já está em Tengboche (3.867m).

• André Freitas fez uma rotação até o Football Field (5.600m) e já está de volta ao campo base.

Por do sol no campamento base do Everest. Foto: Rafael Duarte   ROMAN ROMANCINI e Rafael Campos no campo base do Everest.
Morando no campo base do Everest. Foto: Rafael Duarte   RAFAEL DUARTE no campo base do Everest.
Renato, Gilberto, Henrique, Ayesha, Santalena e Lyss no campo base do Everest.   GILBERTO THOEN durante filmagem de um documentário no campo base.
     

19.04.2018 - 01:15 Brasil | 10:00 Nepal

Editorial: Fora da curva

  Elias Luiz  

Reinhold Messner, Peter Habeler e sua equipe estão no Nepal para a comemoração do 40º aniversário de um dos marcos do montanhismo: a conquista do Everest sem o uso de oxigênio artificial, realizada por Messner e Habeler em 8 de maio de 1978. Um projeto que todos achavam impossível de ser realizado, inclusive os médicos da época.

A equipe oficial era composta por 12 pessoas, oito ainda estão vivos: Reinhold Messner, Peter Habeler, Wolfgang Nairz, Helmut Hagner, Hanns Schell, Robert Schauer, Raimund Margreiter e Oswald OLZ. Os quatros já falecidos: Horst Bergmann, Josl Knoll, Reinhard Karl e Franz Oppurg.

Quando Messner e Habeler conquistaram o cume do Everest sem o uso de oxigênio suplementar, eles mudaram a história do montanhismo. A partir de então, quem escalasse uma montanha acima dos 8.000m sem o uso de oxigênio suplementar, entrava para o rol dos montanhistas que tinham o bom estilo das montanhas. Até aquela data, 63 pessoas haviam escalado o Everest, todos usando cilindros de oxigênio. O Everest foi conquistado em 29 de maio de 1953, por Edmund Hillary e Tenzing Norgay, ambos usando cilindros de oxigênio.

Ultimamente menos de 5 alpinistas escalam o Everest sem o uso de oxigênio suplementar ao ano, contra mais de 600 conquistas anuais com o uso de oxigênio suplementar. Na minha opinião, e com a vivência dos 13 anos de cobertura das temporadas do Everest, quem escala o Everest sem o uso de oxigênio suplementar, são os escaladores profissionais e excepcionais, são os que estão fora da curva e que dedicam a vida à isso. O problema é que quem não escala, quer que todos os escaladores sejam como Messner. Como se fosse possível todo jogador ser um Pelé ou Messi, ou todo piloto ser um Ayrton Senna ou um Manuel Fangio. Temos que enaltecer os feitos dos grandes escaladores. Viva o montanhismo, viva esses grandes escaladores que deixaram a sua marca na história!

Flashes

• Joel Kriger já está em Namche Bazaar

“Cheguei a Katmandu com grande atraso (6 horas e mais de uma hora esperando as malas), chegando no Hotel apenas com o tempo para um banho e se preparar para às 5h da manhã sair para o Aeroporto, incrivelmente saiu no horário. Às 7:15 já estava em Lukla, para iniciar a caminhada para Namche Bazaar, sai somente às 10h e chegamos em Namche (20 km e 6 horas e 40 minutos de caminhada), janta e cama. Hoje saímos para aclimatação até o Hotel Everest View e depois Khumjung, Kundhe e subimos até 4.050 metros e voltei para descanso [em Namche]. Amanhã irei para Tengboche (neste caminho mais rápido para o campo base estou com Paul Ling um amigo da Austrália, que também vai escalar).”

Joel Kriger, direto de Namche Bazaar

REINHOLD MESSNER e Wolfgang Nairz em visita ao campo base do Everest no dia 16 de abril de 2018.



  (Da esquerda) Oswald OLZ, Peter Habeler, Reinhold Messner, Dietmar Löffler (ORF), Reini Huber (ORF), Hanns Schell, Marco Polo (ORF), Robert Schauer, Helmut Hagner; (Sentado) Wolfgang Nairz, Raimund Margreiter. Dietmar Löffler, Reini Huber e Marco Polo está aqui para filmar um documentário que contará com os montanhistas lendários. Foto: Rajan Pokhrel / THT
     

18.04.2018 - 08:52 Brasil | 17:37 Nepal

Rota 2018 da Cascata de Gelo

  Elias Luiz  

Muitos montanhistas estão fazendo uma caminhada até a metade da Cascata de Gelo, para melhorar a sua aclimatação e também para ganharem experiências na travessia das pontes feitas de escadas e para terem familiaridade com o trajeto. Os guias relataram que a rota está boa, este ano está mais próxima do Nuptse. Um dos trechos mais perigosos na escalada do Everest é exatamente a Cascata de Gelo, e quanto mais rápido for a passagem por ela, menor o risco de ser atingido por uma avalanche. Por isso é importante estar bem treinado para atravessar as pontes feitas com a junção de várias escadas.

Flashes

• Atualizei a rota na Cascata de Gelo no mapa, com base no GPS de um dos montanhistas.

• Roman Romancini chegou a Lobuche (4.940m).

• A rota até o Campo 2 (6.400m) já está estabelecida.

• As cordas e equipamentos para que a rota seja fixada entre a parede do Lhotse e o Cume, estão sendo transportadas de helicóptero para o Campo 2.

Depoimentos

Bom dia Elias, hoje fizemos um reconhecimento na cascata de gelo, parece bem até onde fomos [5.500m], ficamos 4 horas entre treino de subidas e descidas. Não me pareceu difícil. O que está realmente me preocupando é o degelo, achei bastante, e de noite algumas avalanches fortes. Tenho notado também o aumento de rachaduras em blocos enormes tanto no Nuptse [na frente do campo base] e no Pumori [atrás do campo base].

Gioberto Thoen, direto do campo base do Everest

Fala, Elias! Chegamos em Lobuche (4.940m)! O trekking de hoje foi o mais surreal. Durante quase todo o tempo tivemos a imponência da montanha Tabouche Peak à nossa esquerda. Um cenário inspirador que da força para puxar fundo cada passada. Incrível como da pra sentir forte a escassez de ar de 4.000m para 5.000, onde estamos agora na nossa última parada antes de alcançar o basecamp do Everest.

Rafael Duarte, direto de Lobuche

Fotos do dia

Onze Sherpas da IMG já estão no Campo 2 (6.400m). Ao fundo a Parede do Lhotse, com a lua acima do cume do Lhotse. Há mais neve neste ano.
GILBERTO THOEN na Cascata de Gelo.   Roman Romancini durante a trilha para Lobuche. Foto: Rafael Duarte
     

17.04.2018 - 13:50 Brasil | 22:35 Nepal

Cascata de gelo

  Elias Luiz  

Carlos Santalena e equipe caminharam hoje até o Football Field (5.600m), que fica no meio da Cascata de Gelo. Foram seis horas de atividade, sairam às 4h da manhã do campo base e rotornaram as 10h.

• Roman Romancini e Rafael Duarte subiram hoje o Nagarjun Peak (5.050m) como processo de aclimatação.

• Joel Kriger embarcou hoje para Katmandu.

CARLOS SANTALENA e Ayesha Zangaro na Cascata de Gelo. Foto: Renato Zangaro
 

16.04.2018 - 12:00 Brasil | 20:45 Nepal

Cerimônia Puja

  Elias Luiz  

Gilberto Thoen, Carlos Santalena, Ayesha Zangaro, Renato Zangaro e Henrique Franke participaram da Cerimônia Puja com suas respectivas agências no campo base do Everest. Uma escalada no Nepal começa sempre com o Puja, a cerimônia de oferenda aos deuses das montanhas. Ninguém sobe a montanha antes de uma cerimônia Puja, principalmente os sherpas. No fim, todos recebem um punhado de tsampa, um tipo de farinha, que jogam uns nos outros... e ficam com os cabelos e rostos brancos, o que simboliza a chegada da idade... e desejam vida longa uns aos outros. Todos ficam emocionados e também felizes, pois a partir de agora podem começar a subida da montanha.

“Depois de um trekking exaustivo ontem, o dia de hoje foi bem mais tranquilo. De manhã visitamos um monastério onde tivemos o privilégio de participar de uma cerimônia de puja local e recebemos uma benção de um lama que foi completamente surpresa para os nossos planos, e com certeza foi um dos momentos mais especiais da expedição até agora. Caminhamos de Pangboche a Dingboche (4.350m), onde passaremos as duas próximas noites. Foi um trekking suave e lindo, começando sob o sol, depois com o tempo frio e nublado durante quase todo o trajeto enquanto margeávamos o rio Dhudikhosi. Ao chegarmos no vilarejo fomos recebidos com uma bela neve. Ao fim de tarde o tempo abriu e vimos o laranja do pôr do sol entardecer sobre o cume do Ama Dablan. Dingboche é um dos lugares mais lindos que já estive. Amanhã vamos aclimatar em um pico próximo que, se tudo der certo, será o ponto mais alto que já alcancei até o momento.”

Rafael Duarte, direto de Dingboche

CARLOS SANTALENA e equipe na cerimônia Puja.   GILBERTO THOEN durante a cerimônia Puja.
RAFAEL DUARTE recebendo benção do lama.   Bandeiras de orações com o Nuptse, Everest e Lhotse ao fundo.
ROMAN ROMANCINI durante a caminha para Dingboche. Foto: Rafael Duarte   Rocha com a inscrição do mantra budista Om mani padme hum. Ama Dablam ao fundo.
     

15.04.2018 - 04:45 Brasil | 13:30 Nepal

Campo Base e Podcast

  Elias Luiz  

André Freitas, junto com a sua equipe Hybrid da IMG fizeram uma aclimatação subindo até o High Camp do Lobuche (5.700m), e depois chegaram ao cume no Lobuche East (6.119m). André Freitas está de volta ao campo base.

• Gilberto Thoen está descansando no campo base e teve um encontro com o famoso Russell Brice, lenda do montanhismo como diretor de expedições.

• Carlos Santalena e equipe chegaram ao campo base do Everest depois de uma caminhada de 2h30 vindo de Gorak Shep. Todos estão muto bem aclimatados!

• Roman Romancini subiu para Pangboche.

GILBERTO THOEN com a bandeira do Extremos que levará para o cume do Everest.   Livro TOUR DU MONT BLANC, Em busca de Emelie, na barraca de Gilberto Thoen.
Renato, Lyss, Henrique, Carlos Santalena e Ayesha Zangaro no campo base do Everest.   As barracas do campo base são montadas em cima do Glaciar do Khumbu.
Equipe da IMG durante a escalada do Lobuche East (6.119m).   GILBERTO THOEN com Russel Brice, diretor de expedições da Himex.
Equipe da Grade 6 no campo base.   AYESHA ZANGARO durante treinamneto com crampons na campo base.
     

13.04.2018 - 09:30 Brasil | 18:15 Nepal

Voo de helicóptero, Cascata de Gelo e Kala Pattar

  Elias Luiz  

Roman Romancini e Rafael Duarte voaram hoje de Katmandu para Lukla, em um pequeno avião. Como Roman teve o atraso de alguns dias devido ao seu passaporte que foi negado, pois venceria em 5 meses, para adiantar e chegar a tempo para a cerimônia Puja de sua equipe, que acontecerá no dia 20 de abril no Campo Base, Roman e Rafael voaram de helicóptero de Lukla para Namche Bazaar, ganhando assim um dia de caminhada e agora devem chegar ao Campo Base no dia 19 de abril.

“Chegamos a Namche Bazaar! Depois de um voo incrível e meio tenso ao aeroporto mais perigoso do mundo, em Lukla, voamos para cá [Namche Bazaar] de helicóptero onde ficaremos dois dias caminhando, descansando e hidratando para cumprir o ciclo de aclimatação.”

Rafael Duarte, direto de Namche Bazaar

• Carlos Santalena e equipe chegaram hoje a Gorak ShepSubiram para o Kala Pattar para aproveitar o por do sol de frente para o Everest e devem dormir está noite em Gorak Shepa, amanhã seguem para o Campo Base.

“Oi Elias, essa é a visão da cascata de gelo agora, as cordas começam mais pelo lado do Nuptse, no meio elas cruzam pelo centro e sobem mais pela esquerda. A cascata está nas mesmas condições do ano passado ou até melhor, ou seja mais rápida de atravessar. Mas vi avalanches pequenas no Nuptse e durante a noite muitas avalanches na área, não sei precisar os locais corretos, somente o estrondo já assustam, daí não se dorme mais. Nossa posição é muito perto do começo da Cascata, tipo 20 a 25 minutos até as cordas fixas.” (obs: a foto está mais abaixo na galeria de imagens do dia)

Gilberto Thoen, direto do Campo Base do Everest

ROMAN ROMANCINI conferindo a bagagem no aeroporto de Lukla. Foto: Rafael Duarte   No aeroporto de Syangboche (3.780m), 300 metros acima de Namche Bazaar.
Namche Bazaar. Foto: Rafael Duarte   Nas vielas de Namche Bazaar o mercado de venda e troca acontece. Foto: Rafael Duarte
Vista da Cascata de Gelo. Foto: Gilberto Thoen   Gilberto e Tashi Sherpa seu companheiro de escalada no Everest, ele tem 4 cumes do Everest.
 

12.04.2018 - 07:15 Brasil | 16:00 Nepal

Treinamento no Campo Base

  Elias Luiz  

André Freitas realizou ontem, treinamentos de técnicas de escalada em gelo próximo da temida Khumbu Ice Fall (Cascata de Gelo). Hoje ele desceu para Lobuche onde nesta próxima madrugada irá escalar provavelmente o Lobuche East, para melhorar o seu processo de aclimatação. Dez anos atrás os alpinistas faziam 3 ciclos de aclimatação passando pela Cascata de Gelo e mais o Ciclo de Cume, isso totalizava 8 passagens (ida e volta) pela perigosa e imprevisível Cascata de Gelo. O 1º Ciclo de Aclimatação era sempre próximo dos 6.000m, por isso, para diminuir o risco, atualmente eles estão escalando o Lobuche East (6.119m) ou o Island Peak (6.189m) como processo de aclimatação. Hoje em dia a maioria dos alpinistas faz apenas 2 ciclos de aclimatação passando pela Cascata de Gelo e depois o Ciclo de Cume. Quando as equipes começarem a passar na Cascata de Gelo, publicarei as fotos aqui e vocês terão a noção de quanto perigoso é. Seria fácil eu pegar fotos dos anos anteriores e mostrar aqui, mas na Cobertura Online, sempre prezo para publicar as fotos da atual temporada, acredito que assim fica mais realística e vamos aprendendo com a caminhar das expedições.

• Gilberto Thoen chegou hoje ao campo base do Everest.

• Carlos Santalena e equipe chegaram a Lobuche e informaram que todos estão muito bem. Além de Henrique Franke, Ayesha Zangaro e Renato Zangaro, quem os acompanha e ficará durante toda a expedição no Campo Base é a Lyss Zangaro, mãe da Ayesha.

• Roman Romancini chegou hoje a Katmandu, depois de todo o problema que teve com o seu passaporte que venceria em cinco meses.

Equipe 2 da IMG treinando técnicas com os crampons nos arredores do Campo Base. ANDRÉ FREITAS está com a bota vermelha da Millet.
ANDRÉ FREITAS, à esquerda, durante treinamento em escalada em gelo.   RAFAEL DUARTE e Roman Romancini em Katmandu.
Caminho entre Pheriche e Lobuche. Foto: CARLOS SANTALENA   AYESHA ZANGARO em Lobuche.
     

11.04.2018 - 07:15 Brasil | 16:00 Nepal

Voando

Finalmente Roman Romancini embarcou na noite desta terça-feira com destino a Katmandu, onde deve chegar hoje.

• CARLOS SANTALENA e equipe subiram o Nagarjun Peak (5.100m), para aclimatação, e voltam para dormir essa noite em Pheriche (4.371m).

• GILBERTO THOEN subiu o Kala Pattar (5.550m) para aclimatação.

     
RENATO, Henrique, Ayesha e Carlos Santalena no cume do Nagarjun Peak (5.100m).   GILBERTO THOEN no cume do Kala Pattar, com o Everest ao fundo (no topo à direita).
RENATO, Ayesha e Henrique subindo o Nagarjun Peak (5.100m) Foto: Carlos Santalena   AYESHA ZANGARO com o Ama Dablam ao fundo.
RAFAEL DUARTE em Bhaktapur, nos arredores de Katmandu.   Ainda é possível encontrar vestígios do terremoto de 2015. Foto: Rafael Duarte
     

10.04.2018 - 08:15 Brasil | 17:00 Nepal

Campo Base, passaporte e Peter Hillary

  Elias Luiz  

André Freitas chegou ontem ao campo base do Everest, por enquanto está bem tranquilo por lá, a sua equipe foi uma das primeiras a chegar. Quem chegou também foi o Pemba Sherpa.

• GILBERTO THOEN, o homem dos encontros, desta vez se superou. Encontrou nada mais e nada menos que Peter Hillary, filho do alpinista neozelandês Edmund Hillary, que junto com Tenzing Norgay conquistou o Everest em 29 de maio de 1953.

• CARLOS SANTALENA e equipe chegaram a Pheriche (4.000m).

• ROMAN ROMANCINI teve problema com o seu passaporte na hora de embarcar, na última sexta-feira, dia 6 de abril. Restavam apenas cinco meses para o seu passaporte vencer e o Nepal exigia no mínimo seis meses. Roman já conseguiu tirar o passaporte de emergência, mas o visto do Nepal que normalmente é retirado e pago no aeroporto de Lukla, não é possível com o passaporte de emergência. Por isso, ontem, ele foi viajou para Brasília e hoje irá ao consulado do Nepal tirar o seu visto. Roman deve embarcar nesta noite para Katmandu.

     
ANDRÉ FREITAS enviou a 1ª foto do campo base do Everest.   GILBERTO THOEN com Peter Hillary, filho de Edmund Hillary.
     

09.04.2018 - 13:05 Brasil | 21:50 Nepal

Brasileiros se aclimatando

  Elias Luiz  

Carlos Santalena e equipe estão em Pangboche (4.000m). Gilberto Thoen fez aclimatação hoje próximo a Dingboche. André Freitas fará aclimatação no Lobuche East entre os dias 12 e 13. Roman Romancini teve problema no embarque em São Paulo e embarcará para Katmandu nos próximos dias. Rafael Duarte, colunista do Extremos, e que fará as filmagens de Roman Romancini até o campo base, já está em Katmandu.

“Faça da sua vida um legado, que será de orgulho para você e sua família, respeite os princípios do bem, seja humilde e honesto e assim você terá a felicidade.”

Gilberto Thoen, direto de Dingboche

     
CARLOS SANTALENA e quipe com o Ama Dablam ao fundo (à direita).   GILBERTO THOEN com outro ângulo do Ama Dablam.
     

08.04.2018 - 09:40 Brasil | 19:25 Nepal

Trekking ao campo base do Everest

Para quem sonha em fazer o trekking ao campo base do Everest, os montanhistas brasileiros que irão escalar o Everest, estão fazendo exatamente isso, neste momento. Para chegar ao campo base, a melhor maneira é caminhando, pois assim, o corpo vai se aclimatando com a altitude gradualmente. O caminho e a quantidade de dias que eles demoram para chegar ao campo base é o mesmo tempo gasto por trekkers. Isso é feito assim para que eles se aclimatem adequadamente. Alguns montanhistas voam de Katmandu direto para o aeroporto acima de Namche Bazaar, que está a 3.880m. Alguns poucos que já se aclimataram em alguma região do Nepal, voam direto de Katmandu para o campo base.

“Chegamos em Dingboche! Saímos de Deboche às 8h40 paramos em Pangboche para almoço e cerimônia de benção com o Lama e filmagens, depois seguimos para Dingboche e chegamos às 14h40. Amanhã descanso [aclimatação] e daí vamos à Lobuche. Elias, quero ressaltar que o caminho está muito limpo, estou impressionado com a estrutura de novas tea house, inclusive uma ponte pênsil nova nesse trajeto.”

Gilberto Thoen, direto de Dingboche

Pergunta do Anderson Ribeiro:
“Elias, é possível que todos 8 brasileiros cheguem ao cume do Everest no mesmo dia? Assim teríamos um recorde de brasileiros no cume!”

Podemos ter quebra de recorde sim, mas não com os 8 no mesmo dia. Os brasileiros estão divididos em 4 agências diferentes. Cada agência tem um cronograma com os ciclos de aclimatações diferentes. Até mesmo os brasileiros que estão na mesma equipe, pode ser que não ataquem o cume no mesmo dia, pois cada um sente o processo de aclimatação de forma diferente, pode ser que alguns precisem de mais tempo de descanso ou recuperação de uma gripe ou algo assim. Outro fator importante que acontece quando as cordas são instaladas até o cume e que os montanhistas são liberados para o ataque ao cume, é que existem janelas de bom tempo para o dia de cume. De acordo com a aclimatação de cada equipe ou de cada montanhista, eles escolhem a janela (a data) que é a mais adequada para eles. Muitas vezes há uma data em que mais de 100 montanhistas farão o ataque ao cume, e é normal que algumas equipes evitem essa data, para fazer o seu ataque ao cume em um dia mais tranquilo.

O recorde de brasileiros no cume do Everest aconteceu no dia 2 de junho de 2006. Waldemar Niclevicz e Irivan Burda chegaram ao cume do Everest pela face sul, e meia hora depois, Vitor Negrete chegou ao cume subindo pela face norte. Os 3 montanhistas brasileiros se encontraram no cume.

Gostou de saber mais sobre isso, tem alguma pergunta ou alguma dúvida que queira saber? Deixe sua pergunta no mural abaixo que terei o imenso prazer em responder.

     
GILBERTO THOEN com o nosso colunista Pemba Sherpa.   GILBERTO THOEN recebendo uma benção budista para escalar o Everest.
     

07.04.2018 - 13:40 Brasil | 22:25 Nepal

Encontros

André Freitas deve fazer aclimatação entre hoje ou amanhã subindo o Lobuche East. Gilberto Thoen está em Tengboche e o grupo liderado por Carlos Santalena está em Namche Bazaar, onde subiram até o hotel Everest View (3.880m) para aclimatação.

O Extremos tem a hontra de ter quatro colunistas tentando o cume do Everest este ano, são eles: Carlos Santalena, Ayesha Zangaro, Roman Romancini e Pemba Sherpa.

     
ENCONTRO de duas expedições brasileiras, Gilberto Thoen com Ayesha Zangaro, Renato Zangaro e Henrique Franke.   ANDRÉ FREITAS, de verde à esquerda, com a equipe de montanhistas e sherpas da IMG. O grupo fará aclimatação no campo alto do Lobuche.
AYESHA ZANGATO e família em encontro com Manoel Morgado.   AYESHA ZANGARO durante aclimatação em syangboche.
     

06.04.2018 - 08:15 Brasil | 17:00 Nepal

Cinco brasileiros em Namche Bazaar

Em função da baixa visibilidade, os voos de Katmandu pra Lukla não decolaram ontem. Mas, para não perder o primeiro dia de caminhada, o grupo liderado por Carlos Santalena fez a viagem de helicóptero. Hoje chegaram a Namche Bazaar, a 3.440m de altitude, considerada a capital Sherpa do Vale Khumbu. Caso você tenha esquecido de comprar algum equipamento, essa é a última oportunidade antes de chegar ao Campo Base do Everest.

Em Namche Bazaar é feito um ciclo de aclimatação, onde praticamente todos os montanhistas dormem duas noites. No segundo dia eles sobem até o hotel Everest View (3.880m), que tem uma das vistas mais bonitas do Vale Khumbu, onde é possível ver o Everest, Nuptse, Lothse, Ama Dablam e muitas outras montanhas.

 
     
AYESHA ZANGARO e equipe durante voo de helicóptero de Katmandu para Lukla. GILBERTO THOEN durante caminha até Namche Bazaar.
"Que nossos passos continuem abençoados pelos olhos de buddha." CARLOS SANTALENA
O mantra Om Mani Padme Hum esculpido nas rochas.
  PEMBA SHERPA, à esquerda, está guiando um grupo de trekkers ao campo base do Everest e de montanhistas rumo ao topo do Everest.
GILBERTO THOEN antes da travessia de uma das mais fotografadas pontes.   AYESHA ZANGARO no aeroporto Tenzing-Hillary, em Lukla.
     

04.04.2018 - 09:25 Brasil | 18:10 Nepal

Mais um na trilha

Gilberto Thoen, 55 anos, chegou hoje a Lukla, destribuiu alguns brinquedos e materiais escolares para crianças nepalesas e em seguida partiu com o seu grupo para Phaking. O Everest além de propiciar a sua maior conquista, também fechará o projeto dos 7 Cumes.

• AYESHA ZANGARO, 23 anos, apesar de muito nova já tem boa experiência com o montnahismo. Aos 16 anos escalou o Kilimanjaro, aos 17 anos o Aconcágua, com 18 anos escalou o Elbrus, com 19 anos escalou o Carstensz e aos 20 anos escalou o Denali (McKinley). Falta apenas o Everest e o Vinson para ela completar os 7 Cumes. Chegando ao cume do Everest ela se tornará a brasileira mais jovem a chegar ao topo do mundo. Atualmente o recorde pertence justamento ao seu guia, Carlos Santalena, que chegou ao cume do Everest quando tinha apenas 24 anos.

• Os Doctors Falls, os sherpas responsáveis por abrir e manter a rota da Cascata de Gelo transitável, completaram hoje a instalação escadas e cordas até o Campo 1 (5.900m).

 
AYESHA ZANGARO em Boudhanath Stupa - “Deixando as energias desse lugar me transportarem, que venham os desafios e que eles tragam cada vez mais os sonhos pra perto. Namastê!”
Inforgráfico dos 7 Cumes do Gilberto Thoen Inforgráfico dos 7 Cumes da Ayesha Zangaro Inforgráfico dos 7 Cumes do Roman Romancini
Gilberto Thoen no aeroporto Tenzing-Hillary, em Lukla. Criança nepalesa em Lukla. A permissão de escalar o Everest do Gilberto.
 

03.04.2018 - 08:35 Brasil | 17:20 Nepal

Recorde dos recordes

O nepalês Kami Rita, de 48 anos, é sherpa (guia de montanha nos Himalaias) desde 1994, primeiro ano em que conduziu em segurança um grupo de alpinistas até ao pico mais alto do mundo, ele tinha 24 anos na época. Desde então, todos os anos ele parte a caminho do topo do Everest, guiando mais uma expedição. Ontem, lá foi ele de novo, em direção ao campo base, no vale de Khumbu, com o grupo de montanhistas ocidentais e japoneses . Mas, desta vez, se tudo correr bem, como espera, Kami Rita baterá um recorde e tornar-se-á a primeira pessoa a chegar pela 22ª vez ao pico do Everest. Na verdade, o experiente sherpa já é neste momento um recordista, juntamente com outros dois compatriotas e companheiros de profissão. Kami Rita, Phurba Tashi e Apa, todos eles sherpas, são os únicos três homens do mundo que já subiram 21 vezes até ao pico mais alto dos Himalaias. Kami, no entanto, tem agora a oportunidade de se isolar, contabilizando mais uma subida do que eles, uma vez que Phurba Tashi e Apa decidiram não prosseguir a sua atividade, como já anunciaram. Nenhum dos dois voltará a subir à montanha.

• ANDRÉ FREITAS está em Pangboche. É a primeira vez que incluo o vilarejo de Pangboche no mapa da cobertura online. Se você notar, coloquei Pangboche com uma caminhada de 6h, mas isso é em relação a saída de Tengboche. Algumas agências saem da Tengboche para Dingboche, outras de Tengboche para Pangboche, sem passar por Dingboche. Em 2010, quando fiz o trekking ao campo base do Everest com o Carlos Santalena, nós fomos para Dingboche, que está a 4.530m e lá fizemos o nosso segundo ciclo de aclimatação, subimos o Nagarjun Peak (5.050m) e descemos para dormir em Dingboche.

• Obs: Para você que é novo por aqui na Cobertura Online, fique ligado que durante o dia posso incluir mais notícias. Sempre informarei o horário de atualização das novas notícias. Se você tem alguma dúvida, fique a vontade para perguntar no mural de recados.

 
 

02.04.2018 - 08:45 Brasil | 17:30 Nepal

Na trilha

André Freitas é o primeiro brasileiro na trilha do Everest em 2018. A agência IMG sempre usa um cronograma que antecipa as outras agências para dar mais tranquilidade ao seu grupo.

“Fala Elias, acabamos de chegar em Tengboche, saímos de Namche às 9h e chegamos aqui às 15h. Subida super íngreme e forte. Dormiremos aqui hoje e amanhã vamos para Pangboche. Parece que será um dia bem tranquilo. Estou bem confiante e tranquilo. Já deu pra perceber que estou melhor treinado que 2014 . Dia 9 chegaremos no Base Camp. Acredito que deve ter ainda uns 40 km até lá.”

André Freitas, direto de Tengboche

“Oi Elias... informações de Katmandu, hoje 60 voos confirmados para Lukla. Meu voo é quarta dia 4 às 6h da manhã. Muita bagagem. Filmagens em Katmandu muito show, a cidade tá demais de linda.”

Gilberto Thoen, direto de Katmandu

• Carlos Santalena, Ayesha Zangaro, Renato Zangaro e Henrique Franke chegaram hoje a Katmandu.

• JOEL KRIGER está com um cronograma diferente este ano, ele fará a sua aclimatação em outras montanhas e só chegará ao campo base no final de abril.

 

 
     
AYESHA ZANGARO no aeroporto de Guarulhos. GILBERTO THOEN em sua chegada a Katmandu.
AYESHA ZANGARO em Katmandu.   ANDRÉ FREITAS na trilha entre Namche Bazaar a Tengboche.
     

31.03.2018 - 12:00 Brasil

Elias Luiz, editor-chefe do Extremos lança o seu primeiro livro

Para você que sonha em colocar a mochila nas costas e fazer uma viagem de aventura, este livro será uma grande inspiração. Neste livro narro a minha aventura pelos Alpes, entre montanhas e vales percorri três países: França, Itália e Suíça, na sua longa jornada de 170 km no Tour du Mont Blanc. Além de uma história inspiradora, você tem em mãos um excelente guia de viagem, com mapas detalhados de todos os dias da trilha e as dicas necessárias para você também realizar este trekking dos sonhos!

 
Compre o livro e ganhe um marcador de páginas magnético e um adesivo do Extremos. Livro autografado pelo autor!
 
ENVIO ECONÔMICO   ENVIO ECONÔMICO   ENVIO PARA O EXTERIOR
DEPÓSITO EM CONTA
         
SEDEX SEDEX  
 
DEPÓSITO EM CONTA  
 
Se você tiver alguma dúvida, fique a vontade para me chamar no Messenger.
 

27.03.2018 - 10:51 Brasil

Montanhistas chegando

Katmandu está começando a ganhar ainda mais vida com a chegada dos montanhistas que irão escalar os picos mais altos do mundo e de muitos trekkers que irão percorrer principalmente a trilha ao campo base do Everest. A cidade está ficando agitada, o trânsito ainda mais caótico, as incessantes buzinas e as vacas circulando tranquilamente no meio das ruas farão a alegria e o desespero de muitos turistas.

O bairro da Thamel, famoso pelas inúmeras casas de chá e principalmente pelas dezenas de lojas com equipamentos falsificados será o local onde aventureiros anônimos e famosos se encontrarão.

Todos em busca da realização de seus sonhos, de conhecer uma nova cultura, de percorrer umas das trilhas mais bonitas do mundo e de chegar ao teto do mundo.

O Everest deve receber pelo lado nepalês - Face Sul - um pouco mais de 400 montanhistas, somando estrangeiros e sherpas. Do lado tibetano - Face Norte - teremos mais de 200 montanhistas. Ao todo teremos aproximadamente 700 pessoas escalando as encostas do Everest, um pouco mais de 50 pessoas não chegarão ao cume do Everest e pelo menos 6 pessoas devem perder a vida tentando. Por mais que desejamos que nada aconteça, essa é uma estatística real e que assombra mais as pessoas que estão lendo isso no conforto de suas casas do que propriamente quem estará dormindo a 8.000 metros, na espera do ataque ao cume, dentro de alguns dias. É por isso e muito mais que o Everest será o palco das maiores aventuras nos próximos 50 dias.

Boas escaladas a todos e aguardo a participação do público em nosso mural.

André Freitas está em Katmandu aguardando a chegada dos últimos membros da equipe da IMG. Na quinta-feira ele voará para Lukla.
 

14.03.2018 - 09:35 Brasil

Agora são 8 brasileiros

André Freitas confirmou que irá voltar para escalar o Everest em 2018, aumentando assim para oito os brasileiros no Everest em 2018. Em 2014 ele já tinha escalado o Lobuche East (6119m) e estava no acampamento base do Everest aguardando para fazer o primeiro ciclo de aclimatação, quando no dia 18 de março de 2014 aconteceu a avalanche na cascata de gelo que matou 13 Sherpas e a temporada foi cancelada. André poderá se tornar o primeiro catarinense a escalar o Everest. André está na agência IMG e deve ser o primeiro brasileiro a chegar em Katmandu. De acordo com o cronograma da IMG, eles tentarão o cume no dia 13 de maio.

• Segundo os dados do Himalayan Database, Ayesha Zangaro poderá se tornar a latino americana mais jovem a escalar o Everest (entre homens e mulheres) e a 5ª mais jovem das Américas (mulheres).

• Oito Icefall Doctors (doutores da Cascata de Gelo) partiram hoje de manhã de Namche Bazaar acompanhados de dois cozinheiros em direção ao campo base do Everest. Eles irão fixar cordas até o Campo 2, procurando sempre a rota mais segura. A equipe é liderada por Ang Kami Sherpa de 66 anos, pai de cinco filhos e tem quase 20 anos de experiência. Os outros membros da equipe são: Ang Sarki Sherpa, Ngim Dorjee Sherpa, Mingma Chhiri Sherpa, Yangda Sherpa, Mingma Temba Sherpa, Nima Wangchu Sherpa e Dawa Jangbu e os cozinheiros Ngawang Thangten Sherpa e Mingma Dorjee Sherpa.

 

12.03.2018 - 09:45 Brasil - atualizado

Avião cai no aeroporto de Katmandu

Um avião com 71 pessoas a bordo caiu enquanto aterrissava no Aeroporto Internacional de Tribhuwan, em Katmandu, capital do Nepal, na manhã desta segunda-feira (12), deixando pelo menos 40 mortos. A aeronave da companhia aérea bengalesa US Bangla Airlines, vôo BS211, transportava 67 passageiros e quatro tripulantes.

O avião tinha autorização para pousar na pista 02, no extremo sul do aeroporto, às 14h18 no horário local. Mas o avião se aproximava da pista pelo lado norte. A torre informou que ele deveria pousar na pista sul. O piloto então mudou a rota para nordeste. Pessoas dizem que o avião derrapou na pista no momento do pouso, quando tenta desviar de uma cabine.

Foram resgatados 23 passageiros com vida e estão sendo atendidos em vários hospitais da capital. Há confirmação de 49 mortos, mas outros corpos ainda não foram recuperados do avião.

Ainda não temos informações se havia alpinistas com destino a escalada do Everest neste voo. O jornal Himalayan Times informou que 33 passageiros eram cidadões nepaleses.

Nacionalidades dos passageiros

33 do Nepal, 31 de Bangladesh, 1 da China e 1 de Maldiva.

US Bangla Airlines, vôo BS211, transportava 67 passageiros e quatro tripulantes.
 

07.03.2018 - 17:20 Brasil

Everest 2018

Pelo 13º ano consecutivo o Extremos fará a cobertura online das expedições rumo ao topo do Everest. Neste ano teremos um número recorde de brasileiros no campo base, serão 7 ao total.

• Ayesha Zangaro poderá se tornar a brasileira mais jovem a escalar o Everest. O recorde atualmente pertence ao seu guia, Carlos Santalena, que chegou ao cume com apenas 24 anos em 2011.

• Joel Kriger está retornando pela 3ª vez ao Everest e poderá se tornar o brasileiro mais velho a chegar ao cume, aos 64 anos. Atualmente a marca pertence ao Manoel Morgado, que chegou ao cume do Everest com 53 anos em 2010.

• Renato Zangaro é pai de Ayesha Zangaro. Será que teremos pai e filha esse ano no cume do Everest? Espero que sim. Sucesso aos dois na escalada.

• Roman Romancini está de volta ao Everest. Em 2014 ele estava no acampamento base quando aconteceu a avalanche na Cascata de Gelo e a temporada foi encerrada antecipadamente.

• Gilberto Thoen está em busca de finalizar o projeto dos Sete Cumes, falta apenas o Everest.

• Henrique Franke fará a sua primeira tentativa de escalar o Everest.

• Carlos Santalena já esteve duas vezes no cume (2011 e 2017) e pode chegar ao seu terceiro cume e assim igualar ao seu amigo Rodrigo Raineri (2008, 2011 e 2013).

Como se definem as temporadas no Everest

• Temporada de inverno: de 22 de dezembro à 21 de março.
• Temporada de primavera (a principal): de 22 de março até 21 de junho.

 

07.03.2018 - 15:25 Brasil

Os números finais de 2017

O Himalayan Database divulgou os números finais da temporada 2017 do Everest. O total de cumes foi o segundo maior de toda a história com 648 cumes, perdendo apenas para o ano de 2013, com 660 cumes.

OBS: Richard, do Himalayan Database, confidenciou ao Extremos que os números totais de cumes do Everest em 2017 deve sofrer algumas alterações para mais, nos próximos meses.

Incluímos neste gráfico os números oficiais da temporada de 2016. A temporada de 2017 já mostra que os números serão parecidos, mais de 500 alpinistas tentarão o cume do Everest.
 

07.03.2018 - 14:00 Brasil

Os 17 brasileiros que já estiveram no topo do Everest

         

Cume: 14.05.1995
Face Norte (Tibet)
Idade no cume: 29 anos
2º Cume: Face Sul (Nepal), em 02.06.2005 - único brasileiro a escalar com sucesso as duas faces do Everest
Nascimento: 12.03.1966
Foz do Iguaçu / PR

Cume: 14.05.1995
Face Norte (Tibet)
Idade no cume: 32 anos
Faleceu em uma avalanche na face sul do Aconcágua no dia 03.02.1998
Nascimento: 14.06.1962
Teresópolis / RJ


Cume: 02.06.2005
Face Sul (Nepal)
Idade no cume: 33 anos
Nascimento: 12.06.1971
Curitiba / PR





Cume: 02.06.2005
Face Norte (Tibet)
Idade no cume: 37 anos
2º Cume: Face Norte, sem o uso de oxigênio suplementar. Morreu de HAPE ou HACE, no Campo 3 (8.300m), em 19.05.2006
Nascimento: 13.12.1967
Belo Horizonte / MG

Cume: 19.05.2006
Face Sul (Nepal)
Idade no cume: 40 anos
Nascimento: 11.01.1966
Igarapava / SP




         

Cume: 27.05.2008
Face Sul (Nepal)
Idade no cume: 39 anos
2º Cume: Face Sul - 20.05.2011
3º Cume: Face Sul - 21.05.2013
Nascimento: 09.05.1969
Ibitinga / SP

Cume: 27.05.2008
Face Sul (Nepal)
Idade no cume: 38 anos
Nascimento: 02.07.1969
Campinas / SP



Cume: 17.05.2010
Face Sul (Nepal)
Idade no cume: 53 anos
Nascimento: 20.08.1956
Farroupilha / RS



Cume: 17.05.2010
Face Sul (Nepal)
Idade no cume: 46 anos
Nascimento: 04.01.1964
Manaus / AM


10º
Cume: 07.05.2011
Face Sul (Nepal)
Idade no cume: 24 anos
2º Cume: Face Sul - 19.05.2016
Nascimento: 10.05.1986
Campinas / SP

         
11º
Cume: 07.05.2011
Face Sul (Nepal)
Idade no cume: 38 anos
Nascimento: 27.04.1973
São José dos Campos / SP

12º
Cume: 17.05.2013
Face Sul (Nepal)
Idade no cume: 31 anos
2º Cume: Face Norte - 21.05.2017
Nascimento: 14.05.1982
São Paulo / SP
13º
Cume: 23.05.2013
Face Sul (Nepal)
Idade no cume: 43 anos
Nascimento: 28.02.1970
São Paulo / SP

14º
Cume: 19.05.2016
Face Sul (Nepal)
Idade no cume: 37 anos
Nascimento: 26.11.1978
Bauru / SP

15º
Cume: 21.05.2016 - 6h00
Face Norte (Tibet)
Idade no cume: 47 anos
Nascimento: 26.11.1968
Monsenhor Tabosa / CE

         
     
16º
Cume: 21.05.2016 - 7h00
Face Sul (Nepal)
Idade no cume: 38 anos
Nascimento: 15.03.1978
Pelotas / RS

17º
Cume: 16.05.2017 - 10h30
Face Sul (Nepal)
Idade no cume: 42 anos
Nascimento: 10.06.1974
São Paulo / SP

     
 

comentários - comments