Extremos
 
Arqueólogos descobrem 'Super-henge' perto de Stonehenge
 
Fonte: BBC BRASIL
10 de setembro de 2014 - 14:55
 
 
Arqueólogos britânicos descobriram vestígios de um enorme círculo de pedras, muito maior do que Stonehenge, na mesma região do monumento arqueológico, no sul da Grã-Bretanha. Foto: Elias Luiz
 

O "Super-henge" era composto por até 60 pedras enormes, que formavam uma circunferência de 1,5 km de diâmetro.

Depois de quatro anos de pesquisa, especialistas britânicos e alemães traçaram um mapa detalhado de uma vasta área ao redor de Stonehenge.

Os pesquisadores descobriram que o círculo de pedras fazia parte de uma enorme área de importância religiosa, com pelo menos 17 outros monumentos e estruturas arqueológicas.

"Nós costumamos imaginar Stonehenge da forma que a vemos hoje, isolado na sua esplenditude. Mas, na verdade, ela fazia parte de uma série de monumentos, talvez menores, mas que faziam parte da paisagem", afirmou o coordenador da pesquisa, Vincent Gaffney, da universidade de Birmingham.
A descoberta foi feita a partir de um monitoramento que utilizou técnicas variadas e criou um mapa tridimensional de uma área de 12 quilômetros quadrados.

As técnicas usadas permitiram aos arqueólogos "enxergarem" até três metros debaixo do solo para realizar as descobertas.

Rituais
Entre as 17 estruturas encontradas está uma construção de madeira de 33 metros de comprimento, construída há cerca de 6 mil anos.

Ela teria sido usada para rituais de cremação e outras práticas relacionadas.
"A construção tem três fileiras de pilares de sustentação. Ele mede cerca de 300 metros quadrados e tem uma forma levemente trapezoidal, algo interessante porque, na mesma época, cerca de 100 ou 200 anos antes, podia-se encontrar este tipo de obras trapezoidais usando megalitos (pedras gigantes)", disse Wolfgang Neubauer, diretor do Instituto Ludwig Boltzmann, que também participou da pesquisa.

Como as obras são separadas por séculos, os cientistas não acreditam que as construções ao redor de Stonehenge tenha sido planejadas como um complexo único.

"As estruturas guiaram os construtores. Uma vez que algumas delas já existiam, as outras eram construídas ao redor delas", afirmou o professor Gaffney.
Gaffney afirmou que a pesquisa ajuda a entender como as outras estruturas estavam relacionadas ao Stonehenge.

Sobre a resposta para a questão que talvez seja a mais misteriosa quando o assunto são os círculos de pedra – o que eles significam? – o arqueólogo é filosófico.

"A pergunta está errada. O que significam para quem? O significado de Stonehenge muda constantemente através dos tempos. Até hoje, ele tem um significado para os milhares de pessoas que vão celebrar os solstícios todo ano."